Cultura

O Pelouro da Cultura da Junta desenvolve, promove e apoia diversos projectos culturais na freguesia

A Cultura, para além de todas as definições que lhe queiramos dar seja no sentido sociológico, filosófico, antropológico, …, é antes de mais o sentir de um povo, a raiz do seu pensamento e um conjunto de ideias, comportamentos, símbolos e práticas sociais, aprendidos de geração em geração através da vida em sociedade.

Mas a cultura que aqui falamos é também um mecanismo cumulativo porque as modificações trazidas por uma geração passam à geração que se lhe segue, onde se vai transformando, perdendo e incorporando outros aspetos procurando assim melhorar a vivência das novas gerações.

Conscientes de que a Cultura é um fator primordial no desenvolvimento dos povos e que é este o propósito que nos move enquanto autarquia, não devemos nunca esquecer que Cultura é também não deixar esquecer o nosso passado por forma a que ele também seja presente e futuro.

Fazer com que as novas gerações sejam interventores de um novo pensar e engrandecer da freguesia, mas sem abandonarem nunca o sentir de que antes existiram outros elementos que alcandoraram o nome de Rio de Mouro a outras paragens.

Falo de artistas do teatro (Ivone Silva, Bento Faria), pintores e escultores (Leal da Câmara, Francisco dos Santos), músicos (Marques Ribeiro), escritores (José Gomes Ferreira, Domingos Maximiano Torres).

 

 

Boletim da Junta


Feira das Mercês

A Feira das Mercês, também conhecida como Feira Saloia de Sintra, é uma das feiras mais antigas da região de Lisboa contando mais de 250 anos.

Devido à sua antiguidade a Feira das Mercês sempre foi um acontecimento com grande expressão em toda região saloia não só a nível económico como social.

A esta feira vinham os produtores vender os excessos das colheitas de produtos hortícolas e frutícolas da época, comprar sementes e plantas para as próximas sementeiras e plantações, os instrumentos de trabalho utilizados na preparação dos campos assim como contratar pessoal para o cultivo dos campos.

A população, não só da região saloia como também de Lisboa, vinha a esta feira comprar os bens necessários para as suas habitações e participar na festa religiosa de Nossa Sr.ª das Mercês. Os solteiros tinham aqui um local de encontro com vista a arranjar futuros casamentos junto ao Muro do Derrete, testemunho da importância social desta feira como local de encontro das populações.

Sendo uma feira com tantas tradições a ela estão associadas também várias tradições gastronómicas.  Aqui era provada a primeira água-pé do ano, comia-se a pera parda cozida após uma refeição de carne às Mercês ou de Leitão de Negrais…

Não se tratando de uma recriação histórica pretende-se com a realização desta feira chamar a atenção para os aspetos etnográficos a par da inovação, pelo que é pedido aos participantes que estejam vestidos de acordo com as tradições da região.

feira_merces.jpg
feira_merces_dancas.jpg

CONTATOS



Rua Óscar Monteiro Torres, 19
2635-385 Rio de Mouro
geral@jf-riodemouro.pt
(+351) 21 917 82 90

REGISTE-SE

Inscreva-se para saber o que se passa na Freguesia de Rio de Mouro.

SIGA-NOS

© 2015 Junta de Freguesia de RIO DE MOURO - Todos os direitos reservados.

Search