Aquilino Ribeiro

Um dos maiores escritores portugueses do século XX, nasceu em Carregai de Tabosa (Sernancelhe), em 1885, e faleceu em 1963.

Senhor de uma vasta e riquíssima obra, que se estende da ficção ao ensaio, passando pela biografia e pela literatura infantil, deixou-nos algumas das maiores páginas da nossa Cultura escrita. Entre muitos outros livros, escreveu: Volfrâmio, Lápides Partidas, A Casa Grande de Romarigães, Romance da Raposa e Quando os Lobos Uivam.

É na sua obra biográfica Leal da Câmara. Vida e Obra (Sintra, 1951 , p. 86), magnificamente ilustrada por Abel Manta, que vamos encontrar alguns pedaços da sua inconfundível prosa dedicada a estas terras: "Quando se vai estrada de Sintra fora, para lá destes campos incolores de Queluz e do Cacém, vestidos duma vegetação nem europeia nem africana, mas híbrida, quase incompreendida pela gente do Norte, mesmo hostil ao primeiro relance, encontra-se o termo das Mercês, em tudo igual na terra e na gente ao tracto que se vem sentindo desde Campolide. A campina saloia não tem nada de comparável entre as demais províncias. É moderada, rugosa, nem monte nem vale, silícilosa aqui, marna além, pinhal e vinha, hortejo e seara, vivendas para o Domingo e a casa de orates do Telhai. Rebanhos ossudos, e cabanas que lavram de focinho erguido, debaixo das vozes do/entes do mouro, mal traduzidas para português, pontuam a terra amarela ou ruiva, com um horizonte de seda azul atrás do qual devem espreitar ainda as huris de Maomet."

 

CONTATOS



Rua Óscar Monteiro Torres, 19
2635-385 Rio de Mouro
geral@jf-riodemouro.pt
(+351) 21 917 82 90

REGISTE-SE

Inscreva-se para saber o que se passa na Freguesia de Rio de Mouro.

SIGA-NOS

© 2015 Junta de Freguesia de RIO DE MOURO - Todos os direitos reservados.

Search